Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

The Unguided – “Hell Frost”


Roland Johansson deixou o Sonic Syndicate em 2009 sob circunstâncias misteriosas e alguns suspeitavam que em muito era pelo direcionamento inacreditavelmente Pop que a banda vinha seguindo. Tal teoria se confirmou quando o outro vocalista (responsável pelos harsh vocais) Richard Sjunneson também deixou o seu posto por diferenças criativas (a real é que limaram a parte rasgada de uma música pra deixá-la mais comercial). Eis que algum tempo depois, Johansson anuncia um novo projeto, o The Unguided, com seus ex-companheiros de banda, os irmãos Richard e Roger Sjunneson.

Nesse meio tempo eles lançaram o EP “Nightmareland”, ainda em 2011 e já se prepararam para fechar o lineup e gravar o debut da banda “Hellfrost”, novamente produzido pelo guitarrista do Scar Symmetry Jonas Kjellgren (que também tocou baixo no disco). O primeiro trabalho foi então lançado no final de novembro pela gravadora sueca Despotz Records e pode ser considerado o sucessor de “Eden Fire”, debut do Sonic Syndicate,

“Inhetir The Earth” já abre o álbum cumprindo a sua promessa: um ritmo muito mais pesado e frenético do que tudo que o Sonic Syndicate fez depois do “Only Inhuman”, mas tendendo mais para o MeloDeath (ok, meio moderno) do que para o Metalcore. Notável que o entrosamento entre os vocalistas continua o mesmo, ainda mais se considerarmos que os dois são os principais compositores aqui e o ótimo trabalho também na cadenciada “Phoenix Down” (os efeitos eletrônicos ficaram muito bem encaixados, aliás). E indo ainda mais a fundo no peso, “Betrayer Of the Code” soa como uma banda finlandesa de MeloDeath (na linha do Northern ou Eternal Tears Of Sorrow), até um pouco mais extrema e com vocais quase caóticos, enquanto “My Own Death” e “Serenade Of Guilt” puxam mais do lado eletrônico (na verdade o timbre do teclado que passa essa impressão), lembrando bastante algumas músicas do segundo álbum do Sonic Syndicate.

Em seguida, “Collapse My Dream” é o momento mais Bullet For My Valentine do álbum, já que eles apostam na sonoridade um pouco mais americana do negócio, invariavelmente mais melódica e menos caótica, o oposto do que acontece em “Green Eyed Demon”, que consegue misturar MeloDeath, Hardcore e música eletrônica no momento mais pesado do álbum, de longe (e com uma letra que foge um pouco do convencional do estilo). “Iceheart Fragment”, porém, muda a direção de novo, e é o mais próximo de uma balada que podemos ouvir nesse debut (e ainda é uma ótima música) e “Pathfinder”, não à toa, foi a primeira música lançada meses atrás, já que não foge muito de estruturas convencionais e da sonoridade Sonic Syndicate (mas tem participação de Peter Tägtgren, pelo menos). O disco fecha com “Where The Frost Rose Withers”, uma bonita música que lembra em alguns momentos bandas como Sentenced/Charon e pode ser considerada a música tema da banda e a faixa título deste álbum.

Ainda que o trabalho seja muito bom, podemos perceber que o The Unguided ainda está tentando encontrar o seu caminho (sacaram os trocadilhos ahn ahn?), uma identidade realmente própria que diminuam um pouco a estigma de ser “a banda dos ex-membros do Sonic Syndicate”, já que essa marca ficará para sempre. Os momentos aonde eles apostam em unir o peso do MeloDeath mais puro com efeitos eletrônicos funcionou muito bem, e o contraste entre as vozes está muito bem equilibrado (o que não acontecia antes), mesmo nas partes mais melódicas. Ou seja, temos caras que são grandes compositores e ótimos vocalistas, só resta saber como eles desenvolverão o trabalho seguinte (que já tem algumas participações ilustres confirmadas).

01. Inherit The Earth
02. Phoenix Down
03. Betrayer Of The Code
04. My Own Death
05. Serenade Of Guilt
06. Collapse My Dream
07. Green Eyed Demon
08. Iceheart Fragment
09. Pathfinder
10. Where The Frost Rose Withers

Lineup:

Roland Johansson – Vocal / Guitarra
Richard Sjunneson – Harsh vocal
Roger Sjunneson – Guitarra / Teclados
John Bengtsson – Bateria
Jonas Kjellgren – Baixo (studio)
Henric Carlsson – Baixo (turnê)
Pontus Hjelm – Teclados

Nota 7

The Unguided

Hell Frost The Unguided

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

2 respostas para “The Unguided – “Hell Frost””

  1. Minea Nunes disse:

    Obrigada pela dica, Rroio! Comecei ouvindo pela Phoenix Down, achei legal.

    Já que tu não botou um link pra ouvir, eles não tem myspace? Aqui vai:
    http://grooveshark.com/#/search?q=the+unguided
    Esse site salva minha vida de internet lenta. ;D

    A capa do CD parece Warcraft III – Frozen Throne. *___________*

  2. Marcel disse:

    Nunca fui fã dos vocais à la Bullet For My Valentine, e normalmente já deixo a banda de lado logo que surgem os primeiros resquícios desses vocais, mas a banda sabe dosar muito bem a parte melódica e os vocais mais extremos, e conseguiu me convencer a continuar ouvindo.

    Algumas passagens me lembram o In Flames, com a incrível adição dos teclados (e por falar neles, acho que o timbre "eletrônico" é um grande diferencial para o The Unguided).

    Eu não conhecia o Sonic Syndicate, e quando fui conhecer, acabei caindo nos últimos discos, conhecidos pelo fator "mainstream" da coisa. Por enquanto vou me aprofundando no Hell Frost, meio metalcore, meio melodeath e que se mostrou uma grande surpresa no fim de 2011.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *