Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Terrorizer – “Hordes Of Zombies”


Uma das bandas mais cultuadas e com uma das histórias mais conturbadas da história da música extrema, o Terrorizer teve muitas idas e vindas desde o seu debut em 1989 com “World Downfall”, considerado um dos pilares do Grindcore.

Com a reunião em 2005, o lançamento de “Darker Days Ahead” no ano seguinte e o falecimento do guitarrista Jesse Pintado (outra figura importante para o Death Metal), a banda volta seis anos depois com a guitarrista Katina Culture nas guitarras e o baixista David Vincent, ao lado de Pete Sandoval e Anthony Rezhawk, para o lançamento do terceiro disco “Hordes Of Zombies”.

Depois de uma introdução demasiadamente longa (qualquer coisa que seja apenas ruídos não deve durar quase dois minutos), a faixa título “Hordes Of Zombies” traz riffs puramente Grindcore em uma faixa reta, praticamente sem nenhuma variação, em partes graças aos vocais de Rezhawk. Quando a faixa “Ignorance And Apathy” começa é que uma estranha sensação de incomodo começa a surgir: o riff principal da música e a bateria incessante é basicamente a mesma da música anterior, apenas em um ritmo um pouco mais rápido, com alguns “solos” e harmônicos a mais. “Subterfurge” consegue dar uma variada com passagens um pouco mais cadenciada enquanto “Evolving Era” está mais para Death metal (principalmente comparando com os últimos bons trabalhos do Morbid Angel – ou seja, antes de “Illud Divinum Insanus), principalmente pelo estilo único de Pete Sandoval na bateria. Mas mesmo essa batida começa a soar um tanto quanto repetitiva com “Radiation Syndrome” e “Flesh To Dust”.

Novamente calcada no Death americano, a lá Morbid Angel e Malevolent Creation, “Generation Chaos”, enquanto “Broken Mirrors” traz alguns elementos de Thrash Metal nos riffs agora muito bons de Katina Culture, e “Prospect Of Oblivion” segue as estruturas extremas mais clássicas. “Malevolent Ghosts” também toma como base o mesmo direcionamento padrão, mas tem o mérito de variar bem o seu andamento mesmo ao longo de apenas três minutos, ao passo que a curta “Forward To Annihilation” aparece e acaba sem fazer diferença, o oposto de “State Of Mind”, o momento mais extremo deste disco e com passagens que até ficam na sua cabeça por algumas horas. Fechando o álbum, “A Dying Breed” é uma das poucas faixas que podem ser consideradas Grindcore na sua essência.

O Terrorizer é um dos nomes mais cultuados da música extrema por causa do seu debut, mas de um dos fundadores do Grindcore a banda hoje se transformou em tipicamente Death Metal, principalmente pela presença de David Vincent e Pete Sandoval tomando conta das composições. Nada errado com isso, mas as faixas de “Hordes Of Zombies” soam repetitivas, sem variações consideráveis, o que tornam os quarenta minutos um tanto quanto cansativos e com poucos atrativos, principalmente se compararmos com outros grandes nomes do estilo, que mesmo mantendo o pé no Death, conseguem incluir bons elementos na sua música.

01. Intro
02. Hordes Of Zombies
03. Ignorance And Apathy
04. Subterfuge
05. Evolving Era
06. Radiation Syndrome
07. Flesh To Dust
08. Generation Chaos
09. Broken Mirrors
10. Prospect Of Oblivion
11. Malevolent Ghosts
12. Forward To Annihilation
13. State Of Mind
14. A Dying Breed

Lineup:

Anthony Rezhawk – Vocal
Katina Culture – Guitarra
Pete Sandoval – Bateria
David Vincent – Baixo

Nota 4

Terrorizer

Hordes Of Zombies Terrorizer

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Uma resposta para “Terrorizer – “Hordes Of Zombies””

  1. Davi Abreu disse:

    Discordo totalmente do texto. Hordes of Zombies é simplesmente uma obra prima da música extrema, com variações tão sutis que apenas quem tiver um bom ouvido interceptará, mas elas estão lá fazendo toda a diferença e mostrando que só alguns são capazes de ser tão bons, brutais e originais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *