Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Swallow The Sun – “Emerald Forest And The Blackbird”


Os finlandeses do Swallow The Sun iniciaram suas atividades no começo de 2000, capitaneados por Juha Raivio e Pasi Pasanen, após deixarem o Plutonium Orange. Aos poucos o lineup se completou e as primeiras composições foram surgindo: um som que transita entre o Doom e o MeloDeath de forma bem homogênea.

Desde o debut “The Morning Never Came”, em 2003, os caras foram construindo gradativamente a sua identidade e conquistando seu respeito no cenário escandinavo com os álbuns “Ghosts Of Loss” (2005), “Hope” (2007) e “New Moon” (2009), chegando agora ao quinto full-length, “Emerald Forest And The Blackbird”, produzido por Mikko Karmila e Hannu Honkonen e lançado pela Spinefarm no dia primeiro de fevereiro.

 A faixa título, com quase dez minutos de duração traz a mesma sonoridade mórbida já característica nos trabalhos anteriores do Swallow The Sun, porém, investindo menos no peso dos instrumentos e focando bastante na criação da atmosfera, tanto que em diversos momentos da música temos a impressão de estarmos ouvindo um audiodrama (a construção dos versos auxilia em muito nessa parte). “This Cut Is The Deepest” é uma bonita balada que chega a lembrar um pouco os últimos trabalhos do Green Carnation, principalmente pela harmonia criada entre as batidas de violão com licks de guitarra ao longo de toda a música, o que torna mais surpreendente a música seguinte “Hate, Lead The Way!”, um Black Metal com generosas doses de arranjos épicos e de MeloDeath (mais precisamente no refrão). Mais uma balada, “Cathedral Walls” se divide entre melodias tipicamente Doom (arrastadas ao máximo) e passagens extremamente brutais, com uma pequena participação de Anette Olzon, do Nightwish dividindo os vocais. Essa mesma estrutura é utilizada em “Hearts Wide Shut” e “Silent Towers”, mais duas músicas tipicamente Death/Doom características dos finlandeses.

“Labyrinth Of London (Horror Part IV)” é mais um momento não menos que grandioso no disco, indo fácil do Melodic Death Metal ao mais tenso Doom Metal de forma tão natural que chega a impressionar, assim como a mais direta “Of Death And Corruption”, uma das melhores letras do Swallow Te Sun. “April 14th” retoma novamente o esquema das letras narradas, um elemento que encaixou muito bem na proposta da banda (talvez por já ter sido usado por outras bandas de Doom) mesmo em uma faixa relativamente longa e em um ritmo de difícil assimilação. O álbum se encerra com “Night Will Forgive Us”, mais um belo exemplo da sonoridade que a banda vem remodelando ao longo desses anos (ainda que sejam bem novos), permeando facilmente entre os grandes My Dying Bride, Novembers Doom e Eternal Tears Of Sorrow, com um equilíbrio realmente interessante quando se entende a proposta.

“Emerald Forest and the Blackbird” é um álbum belíssimo, daqueles que servem como uma boa trilha sonora para dias nublados e trovejantes e a única alternativa é ficar embaixo das cobertas bebendo um bom chá. Evidentemente, com uma sonoridade carregadíssima, lenta e soturna que os finlandeses entregam nesse disco, não poderia ser diferente e tampouco melhor: a identidade musical que eles estão desenvolvendo remete sim aos lendários nomes do Doom e do MeloDeath, mas a homogeneidade com que elas são mescladas torna a audição muito mais agradável que muitos trabalhos da mesma vertente lançados por aí.

01. Emeral Forest And The Blackbird
02. This Cut Is The Deepest
03. Hate, Lead The Way!
04. Cathedral Walls
05. Hearts Wide Shut
06. Silent Towers
07. Labyrinth Of London (Horror part IV)
08. Of Death And Corruption
09. April 14th
10. Night Will Forgive Us

Lineup:

Mikko Kotamäki – Vocal
Juha Raivio – Guitarra
Markus Jämsen – Guitarra
Matti Honkonen – Baixo
Aleksi Munter – Teclados
Kai Hahto – Bateria

Nota 9

Swallow The Sun

Emerald Forest And The Blackbird Swallow The Sun

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *