Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Lacuna Coil – “Dark Adrenaline”


Os italianos do Lacuna Coil iniciaram suas atividades em 1994, pegando a grande onda de bandas de Gothic/Metal Melódico com frontwomen que estavam surgindo e atingindo estrondoso sucesso na época, e conseguindo um contrato para seus álbuns que perdura até hoje.

Depois de “Comalies”, álbum de 2002 e “Karmacode”, de 2006, a banda realmente despontou como um dos maiores nomes não apenas do gênero, mas atingindo um público bem diferenciado, em partes graças à pegada mais pesada, com sutis toques comerciais e, principalmente, pelos duelos vocais entre Cristina Scabbia e Andrea Ferro. Em 2012 eles retornam, então, com “Dark Adrenaline”, álbum que já tem a tarefa de recolocar as coisas nos eixos após o controverso “Shallow Life”

Pesadíssima, “Trip The Darkness” traz riffs e melodias bem americanizados, com generosas doses de Gothc Rock fazendo o pano de fundo para os sempre ótimos vocais de Cristina Scabbia e Andrea Ferro. O estilo da dupla, aliás, está cada vez mais “moderna”, por assim dizer, sem maiores complicações mas perfeitamente encaixada com a proposta do álbum, como podemos ver em “Against You” e “Kill The Light”, dois bons momentos aonde o Gothic Metal fala mais alto, mostrando que a relativa mudança de direção em “Shallow Life” trouxe vários pontos positivos. Mais cadenciada, “Give Me Something More” tem um jeitão bem finlandês dos anos 90 e com certeza daria um ótimo single, enquanto “Upsidedown” tem aquele jeito bem início dos anos 2000, principalmente pelos timbres escolhidos por Ferro.

A balada “End Of Time” também é uma faixa bem legal, mesmo não trazendo nada de estupendamente novo, e “I Don’t Believe In Tomorrow”, com seu ritmo arrastado e riffs pesado quase Industrial consegue cumprir bem o papel até “Intoxicated”, de longe, um dos grandes destaques em “Dark Adrenaline”, com ótimos jogos vocais, melodias bem construídas e boas mudanças de andamento. Outra ótima música é o Rock n’ Roll simples de “The Army Inside” com suas linhas vocais bem feitas e que com certeza será um alto momento nos shows ao vivo, como a outra balada do disco, “Losing My Religion”, cover do R.E.M. cheia de nuances eletrônicas que dão um clima bem interessante. E por falar nisso, a bem gótica “Fire” remete aos trabalhos mais clássicos do estilo, simples, meio soturna, meio dançante, enquanto “My Spirit” fecha o disco de forma cadenciada, com belíssimas melodias e uma letra bem introspectiva.

O que se pode dizer, ahn? O Lacuna Coil atingiu em “Dark Adrenaline” um resultado muito mais do que satisfatório: não existem aqui músicas indiferentes, que parecem ter entrado apenas pra fechar o tracklist, já que graças aos ótimos “duelos” vocais muito bem aproveitados, cada uma delas é memorável ao seu modo. Além de tudo, a sonoridade mais voltada para as raízes do Gothic Rock/Metal, sem se preocupar muito em soar tão pesado nem tão comercial fazem deste álbum algo natural, acessível, que agrada tanto os fãs mais Hardcore quanto aqueles que ainda não tem um contato mais profundo com o trabalho dos italianos.

01. Trip The Darkness
02. Against You
03. Kill The Light
04. Give Me Something More
05. Upsidedown
06. End Of Time
07. I Don’t Believe In Tomorrow
08. Intoxicated
09. The Army Inside
10. Losing My Religion
11. Fire
12. My Spirit

Lineup:

Cristina Scabbia – Vocal
Andrea Ferro – Vocal
Cristiano Migliore – Guitarra
Marco Biazzi – Guitarra
Marco Coti Zelati – Baixo / Teclado
Cristiano Mozzati – Bateria

Nota 9

Lacuna-Coil

Dark Adrenaline Lacuna Coil

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Uma resposta para “Lacuna Coil – “Dark Adrenaline””

  1. Minea Nunes disse:

    Esse disco tá lindo! *________________*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *