Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Command6 – “Black Flag”


Formada em 2008, os paulistanos do Command6 obteve certo destaque no underground Metal brasileiro com o seu debut “Evolution?”, gravado e produzido em apenas cinco meses, um álbum de Heavy Metal que flertava com os mais diversos estilos, como Thrash, Metalcore e até mesmo Hard Rock, com melodias incríveis.

Depois de uma turnê de mais de 50 shows, a banda volta aos estúdios para gravar o seu segundo álbum, “Black Flag”, produzido pela banda com Adair Daufembach, e lançado de forma independente e disponibilizado de forma gratuita no site oficial.

Riffs puramente Thrash Metal ditam a abertura do disco com “Crush The World”, faixa que soa pesadíssima e moderna, principalmente pelo trabalho de guitarra, que insere ótimas passagens que flertam momentaneamente com o Metalcore clássico. E essa pegada americana continua na excelente “Ace In The Hole” e na cadenciada “Sunshine”, dois destaques imediatos graças às melodias criadas pelo vocalista Wash, que permancem durante horas na sua cabeça. A pedrada “Dawn Of A Man” soa como uma versão mais Thrash e moderna dos últimos discos do Iced Earth, enquanto a arrastada e soturna “So Cold” aparentemente tem várias influências de Alice In Chains (curiosidade é que a quinta faixa do álbum anterior é a “So Hot!”) e “Brainwash” lembra bastante o Avenged Sevenfold (referência que era bem mais forte em “Evolution?”).

A faixa título, baseado na obra homônima do escritor italiano Valerio Evangelisti, é a mais longa do disco, com diversas mudanças de andamento naturais e com certeza um ponto alto nos shows, enquanto “Brand New Day” esbarra novamente no Heavy Metal americano atual. Um dos momentos mais agressivos do álbum, “Lies So Pure” tem o mérito de incluir ótimas passagens de melodia em meio à porradaria Thrash desenfreada, e na Hardcore (quase um Grindcore em algumas partes) “Logic Or Nonsense”, que a exemplo de “War Of Words”, do disco anterior, inclui alguns versos em português. Pra encerrar muito bem, o disco ainda traz uma versão muito legal para “Maior Abandonado”, do Barão Vermelho, feita em conjunto com a banda Kiara Rocks.

Chega a ser incrível como uma banda consegue lançar de forma completamente independente um álbum com essa produção cristalina (volumes devidamente equilibrados, timbres regulados) e com esse nível musical, apesar do relativo pouco tempo de estrada. As composições em “Black Flag” estão no mesmo nível do debut “Evolution?” (e isso não é demérito de forma alguma), inserindo até alguns novos elementos que tornaram as músicas ainda mais dinâmicas.

O Command6 realmente está muito a frente de boa parte das bandas de Heavy Metal nacional (incluindo muita banda grande e experiente por aí), sabendo dosar peso e agressividade com uma noção de melodia singular, que define muito bem o que você encontra nesse álbum.

01. Crush The World
02. Ace In The Hole
03. Sunshine
04. Dawn Of A Man
05. So Cold
06. Brainwash
07. Black Flag
08. Brand New Day
09. Lies So Pure
10. Logic Or Nonsense
11. Maior Abandonado (Barão Vermelho)

Lineup:

Wash – Vocal
Bruno Luis – Guitarra
Attilio Negri – Guitarra
Johnny Hass – Baixo
Bugas – Bateria

Nota 9

Command6

Black Flag Command6

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *