Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Anachronaeon – “The Ethereal Throne”


A dupla sueca Patrick Carlsson e Andreas Akerlind iniciou suas atividades em 2003 e vem lançando álbuns de estúdio regularmente desde então, muitíssimo influenciados pelo MeloDeath clássico sueco, principalmente dos primórdios dos anos 90.

Mantendo-se apenas como uma banda de estúdio agora (na realidade ele só fizeram um show até hoje), eles chegam ao quarto álbum “The Ethereal Throne”, um trabalho conceitual sobre um homem que acredita estar recebendo missões divinas, que envolviam assassinar “demônios”.

Com bonitos licks de guitarra e um bom dedilhado, o disco abre com “Mary”, já trazendo o MeloDeath do Anachronaeon, com doses generosas de melodia e os ótimos guturais de Patrick Carlsson que dão o clima melancólico para a sonoridade até simples da banda (se comparada com outras da mesma vertente).  Passeando entre o Gothic e o Death Metal mais clássico, “The Essence Of My Becoming” continua o conceito do álbum, um tanto quanto chocante, principalmente pelos detalhes bem gore na letra, assim como em “To Ashes”, mais calcada no MeloDeath tradicional (vejam esses riffs espetaculares) aonde o personagem da história é mandado por “Deus” a queimar a casa aonde estava vivendo (com todos os seus anfitriões dentro). A brutal “The Whereabouts Of My Father” traz um direcionamento bem influenciado pelo Death americano, ríspido e rápido, enquanto a reflexiva “Defying My Master” abusa (no bom sentido) das melodias de guitarra, no papel principal, sobre os riffs cadenciados.

Em ritmo simplesmente alucinante e flertando com o Black Metal, “Seeds Of Darkness Sprouting In Light” não deixa sequer um segundo para respirar, tamanha a força que ela tem, que combinada com a letra novamente brutal, deixa o ouvinte em estado de apreensão, assim como a mais melódica “The Inevitable Day”, lembrando um pouco os primeiros álbuns do Dark Tranquillity e In Flames (mas bem mais agressivo), e o seu tema interessantíssimo, o plottwist da história contada no disco, com um final lírico e instrumental incrível. “Shattering The Earthly Bond” não foge muito da sonoridade adotada pelo Anachronaeon nesse álbum, ainda bem extrema é o derradeiro momento do personagem, que terá conclusão na belíssima  instrumental “A White Dove Flew Over The Prison Walls”, simbolizando que ele finalmente encontrou a paz que tanto procurava.

“The Ethereal Throne” é, de longe, o trabalho mais pesado e agressivo na discografia do Anachronaeon, tanto no instrumental, que mantém os pés ainda no MeloDeath mas consegue puxar muito do Black e Death Metal tradicional, quanto no terrível conceito no melhor estilo “terror psicológico europeu”, que com certeza influenciou o direcionamento mais extremo do disco. Infelizmente o duo sueco nunca atingiu o reconhecimento devido, os seus trabalhos são muito bem compostos e de qualidade muito superior a várias bandas idolatradas por aí dentro do seu estilo, o que é uma grande injustiça.

01. Mary
02. The Essence Of My Becoming
03. To Ashes
04. The Whereabouts Of My Father
05. Defying My Master
06. Seeds Of Darkness Sprouting In Light
07. The Inevitable Dry
08. Shattering The Earthly Bond
09. A White Dove Flew Over The Prison Walls

Lineup:

Patrick Carlsson – Vocal / Guitarra / Baixo
Andreas Akerlind – Bateria

Nota 7

Anachronaeon

The Ethereal Throne Anachronaeon

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *