Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Adrenaline Mob – “Omertá”


Formado pelo Mike Portnoy logo depois daquela novela cansativa e todo o drama após a sua saída do Dream Theater, com a ajuda do vocalista Russel Allen e o guitarrista Mike Orlando. Rapidamente o grupo lançou o EP autointitulado, que foi muitíssimo bem recebido pelo público Heavy Metal e acabou torcendo o nariz de alguns fãs mais ferrenhos de Progressivo.

Fechando o lineup agora em fevereiro com o baixista do Disturbed John Moyer, “Omertá” é um álbum de Hard/Heavy Metal poderosíssimo que estreou na 70ª posição da Billboard americana no seu lançamento em 13 de Março.

“Undaunted” abre o disco com riffs pesadíssimos e aquela levada grooveada típica do Metal americano pós-2000 e de cara já podemos notar um Russel Allen mais agressivo, abusando dos timbres graves da sua voz, com um punch quase Hard Rock, que já registram a sua marca no Adrenaline Mob. Outro destaque absoluto é o guitarrista Mike Orlando, com seu estilo “riffeiro” da escola de Dimebag e Zakk Wylde. Já presente no EP autointitulado, “Psychosane” é uma verdadeira pedrada Hard Rock, daquelas para ser cantada em uníssono (não apenas o refrão, mas a música inteira – algo que ocorre por todo o álbum, aliás), enquanto a powerballad “Indifferent” parece saída diretamente de um disco de Metal dos anos 90. A melódica e extremamente pegajosa “All On The Line” poderia muito bem ter saído de um dos álbuns do projeto “Allen & Lande”, do guitarrista Magnus Karlsson, ao passo que “Hit The Wall”, mais um soco direto na cara é um dos momentos mais pesados, com uma sutil dose de Thrash e New Metal, ahn? O que falar do espetacular solo de guitarra dela então? Enfim, ela é seguida pelo Hard bem sacana de “Feelin’ Me” e a versão de “Come Undone”, do Duran Duran, com participação espetacular da vocalista Lzzy Hale (que rouba a cena!), um ponto alto em um álbum cujo nível permanece lá em cima o tempo inteiro.

Novamente remetendo ao Heavy Metal atual dos EUA, “Believe Me” tem aquele timbre bem seco e aquele ritmo quebrado muito bem feito, e não a toa foi uma das preferidas pelo público quando o EP foi lançado no ano passado, o mesmo acontecendo com “Down To The Floor”. Ok, todas as músicas presentes naquele EP são espetaculares, e exatamente por isso nenhuma das músicas ali presentes sofreram alguma alteração ao serem incluídas em “Omertá”. Mais uma balada agora, “Angel Sky” é um belíssimo momento do disco, com aquelas “malditas” melodias que insistem em ficar dias a fio na sua cabeça, a ponto de você acordar durante a noite cantarolando-as. “Freight Train” encerra o álbum, com algo que fica entre o Metal e o Hard, mas feito no meio de algum deserto poeirento, graças ao feeling meio Southern da música, uma boa surpresa pra fechar de forma espetacular.

Algumas pessoas perigosamente fanáticas tanto por Dream Theater quanto/ou por Symphony X tem tecido alguns comentários deveras injustos e descabidos sobre o debut deste novo projeto. Muitas delas estavam esperando finalmente um Prog Metal complexo que fosse a união entre as sonoridades dos maiores nomes do estilo nos Estados Unidos, e devem ter se decepcionado quando esse álbum foi lançado, já que ele é diferente, e muito, da sonoridade das bandas originais dos integrantes envolvidos. “Omertá” é um trabalho espetacular, pesado, direto, mas com uma melodia incrível em TODAS as músicas. Um Heavy Metal americano atualizado, sem apelar para técnicas demais, nem exageros, e um dos melhores álbuns de 2012.

01. Undaunted
o2. Psychosane
03. Indifferent
04. All On The Line
05. Hit The Wall
06. Feelin’ Me
07. Come Undone
08. Believe Me
09. Down To The Floor
10. Angel Sky
11. Freight Train

Lineup do disco:

Russell Allen – Vocal
Mike Orlando – Guitarra
Rich Ward – Guitarra
Paul Di Leo – Baixo
Mike Portnoy – Bateria

Lineup atual:

Russel Allen – Vocal
Mike Orlando – Guitarra
John Moyer – Baixo
Mike Portnoy – Bateria

Nota 10

Adrenaline Mob

Omertá Adrenaline Mob

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Uma resposta para “Adrenaline Mob – “Omertá””

  1. Helton Leonardo disse:

    Álbum sensacional, de fato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *