Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Terminus: Galneryus – “Resurrection”


Formado por veteranos músicos da cena japonesa lá pelo começo da década, o Galneryus começou seguindo o estilo que mais estava em alta na época: o Power Metal regado a Power-chords, solos virtuosamente neoclássicos e refrões bombásticos sobre batalhas, guerreiros, honra e afins.

Tanto as demos quanto o primeiro álbum atraíram a atenção do público e da mídia, já que o fato de os seus membros já serem famosos e o estilo estar explodindo na Europa foram decisivos para a banda conseguir rapidamente um contrato para o lançamento do seu debut “Flag of Punishment”. Porém, podemos dizer que foi com o sucesso estonteante do single “Silent Revolution” que a banda tornou-se um dos grandes nomes do Heavy Metal do Japão, com sua música sendo incessantemente veiculada na mídia, inclusive nos diversos desenhos que se tem por lá até hoje.

Após algumas trocas de formação e, principalmente, uma evolução do seu próprio som, o Galneryus lançou em junho deste ano o álbum “Resurrection”, o sexto de sua carreira e marca a estréia do novo vocalista Masatoshi Ono e do baixista Taka.

A intro “United Blood”, que lembra incomodamente uma versão Power Metal de “Enter The Machine” do Arch Enemy dá início ao disco com “Burn My Heart”, trazendo todos os clichês gloriosos: bumbo duplo, guitarras e licks velozes e uma melodia extremamente agradável, e uma energia que há muito não se vê nas bandas européias. O título batido de “Carry On” traz a mesma fórmula, dessa vez com teclados vintages (puro anos 80) bem encaixados na música enquanto “Destinations” tem uma veia fortíssima de Stratovarius, mas com um teclado que novamente consegue sair do óbvio e acaba chegando bem próximo de um Hard Rock. E falando nisso, por sorte, “Still Loving You” é bem diferente da famigerada e melosa balada do Scorpions, e parece muito com músicas japonesas de Rock mesmo, graças ao sotaque fortíssimo do vocalista e uma melodia mais feliz, por assim dizer. A bela e clichê instrumental “Emotions” vem acompanhada da épica e clichê “Save You”, primeira música do disco com letras em japonês, aumentando ainda mais o clima de anime do disco.

Em seguida, a balada quase totalmente em japonês “A Far-Off DIstance” invariavelmente lembrará os saudosistas do X-Japan e a pesada “Fall In The Dark” destaca o poder das guitarras da banda novamente. O disco fecha com a épica (e nome mais clichê impossível!) “Destiny”, praticamente uma ode a tudo que foi feito vinte anos atrás, no auge do Power Metal europeu, e “The Road Goes On”, um poslúdio legal, mas desnecessário.

O Galneryus é uma banda que aparentemente parou no tempo: a sua música continua intocada desde o começo da carreira, soando datada para alguns e nostálgica para outros. A apreciação do álbum é muito subjetiva e depende muito de como cada um viveu o final dos anos 90.

01. United Blood
02. Burn My Heart
03. Carry On
04. Destinations
05. Still Loving You
06. Emotions
07. Save You
08. A Far-Off Distance
09. Fall In The Dark
10. Destiny
11. The Road Goes On

Nota 7

Terminus: Galneryus – “Resurrection”

Tracklist

Lineup

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *