Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Progcast #74 – The Prog Woman Show


progcast74

Saudações Proggers!

Sejam bem vindos a mais uma edição da sua dose semanal de Rock Progressivo

Nesta semana o estúdio volta a ficar cheio com Rhamsés, Rroio e a presença mais do que feminia da Iza Rodrigues, do Menina Headbanger, para comemorar o Dia Da Mulher. Para isso fizemos uma playlist só com bandas que tenham participação feminina, mostrando que elas também fazem música de excelente qualidade. Sinta-se a vontade para comentar, concordar ou discordar.

O que tocou neste episódio

  • 00:00:20 – Falling Into Darkness
  • 00:03:00 – Lullaby In Winter
  • 00:11:00 – 9 – 29-045
  • 00:00:00 – Light Of Day, Day Of Darkness
  • 00:23:03 – Crushed To Dust
  • 00:27:27 – The Boy In The Attic
  • 00:34:11 – Myron & Cole
  • 00:35:56 – My Dark Reflections Of Life And Death
  • 00:53:33 – As Life Flows By
  • 00:58:15 – The Quiet Offspring
  • 01:02:13 – Purple Door, Pitch Black
  • 01:06:22 – The Burden Is Mine… Alone
  • 01:09:30 – High Tide Waves
  • 01:17:15 – Just When You Think It’s Safe
  • 01:22:23 – Sweet Leaf
  • 01:27:01 – Dead But Dreaming
  • 01:31:44 – A Place For Me
Play
Play

Comentários, sugestões, correções e contato: contato@progcast.com.br

Sigam-nos no Twitter @progcastbr

Curta a fanpage do Progcast no Facebook

ASSINE NOSSO FEED AGORA

Adicione o Progcast no seu msn! group1336447@groupsim.com

Rhamses

Palpiteiro de mídias sociais, Designer de interfaces, Podcaster e Microblogger. Apreciador de boa música, mas roqueiro acima de tudo.

13 respostas para “Progcast #74 – The Prog Woman Show”

  1. Minea Nunes disse:

    Olá, gente!

    Eu senti falta das fotos combinadas mais bonitinhas, deixou o Rroio no Photoshop novamente, Rhamsés?

    Eu vou perder todos os shows em todo canto até junho, mais ou menos, tenho muita coisa pra fazer, foi triste! Eu espero as fotos de vocês e os comentários online.

    Engraçado que ouvindo agora, nem eu lembro qual era a polêmica. o.o" Ninguém tem mais memória no mundo. Vou procurar no histórico do chat.

    Tá rolando muito intercâmbio na podosfera, daqui a pouco fazem uma rede social só de podcasters. HAHAHAHAHAHA

    Não gostei dessa Tanta! (Tanta gritaria sem fim) e Izegrim. Ahhh, no último bloco a Iza e o Rroio acertaram nas escolhas. *_*

    Iron Maiden é muito chato! u.u ¨haters gonna hate¨

    Timeline do comentário, 1h depois… O assunto polêmico era sobre negros no prog. Que banda famosa do prog possui um integrante negro? (A Bia me perguntou e ficamos caçando na internet e nada, talvez renda um assunto interessante com a galera).

    Obrigada pela lembrança do dia 8 de março. ;D

  2. Helton Leonardo disse:

    Que MEDO do gutural dessa russa ashusauhsahs.

    Muito bom o tema. Eu gosto bastante de vocal feminino e volte e meia eu saio procurando alguma coisa que me agrade.

    Quanto ao assunto polêmico citado acima pela Minea, eu também procurei sobre, depois de uma conversa que tivemos no chat. Mas o que fato é que não existe mesmo. Assim sendo, não sei se daria muito assunto, sem que a coisa caísse pra questão racial e música ficasse de lado.

    Mas de qualquer modo, é no mínimo interessante.

    Abraço, pessoas!

  3. Andrew disse:

    Show do Steven Wilson e Storm Corrosion! VEMNIMIM!!

  4. On The Back Of Angels – Dream Theater

    Participação feminina é o James LaBrie né? hahahah

  5. Gustavo Bessa disse:

    nó…deixa eu continuar de onde eu parei que eu postei sem querer…Renaissance.cara, after é massa até o momento que entra os malditos guturais…aí fode tudo, tudo mesmo. Que saco aquele Tal de Tantal hein…nossa…porque não trocou por Mutantes ou Bacamarte, ambas tem mulheres nos vocais, grandes Woman Show. Só a Jane Duboc acaba com a ideia de que há necessidade de uma banda como Tantal precisa existir…que trem tosco…pulei mesmo sem dó nem piedade.

    Rroio!!!!! não faz sentido, aqui num é um lugar de progressivo, pra que essa gritação aí? já tem tanto lugar pra essas coisas (to falando dos guturais)

    Iza, metal não é tão abrangente assim não hein, reveja isso daí…

    Cara, pode ser preconceito, to nem aí não, mas falou Thrash Metal, Death Metal, Black Metal eu já passo loooooooooooooooooooooooonge…não dá mesmo…salva algumas coisas do COB e do Arch Enemy, principalmente quando tá no instrumental….

    Pra não falar que eu sou tão pau no cú assim, Opeth pra mim só compensa o último disco deles (sem gutural, uhul!!!) então se a referência da banda é ser o Opeth de algum lugar…aí fudeu tudo….

    Que gostoso ouvir as músicas que estão no fundo. Mas daí eu fico puto por cortar Genesis pra ouvir Izegrim….ué mas não é o tal do Izegrim de cara não? Corta o Genesis pra entrar outra música….mas que música! linda demais curti muito a música, que música é essa por favor me digam!!!!!….depois vem a devastação dos nosso ouvidos a podreira que é muito mal-vinda aos ouvidos…nossa cara…5 segundos de música é mais que o suficiente pra pular…

    Rroio, Opeth nem chega perto dessa banda não…se as músicas da banda forem de tanta qualidade quanto essa, ela que deveria tá no lugar do opeth….quanto as grunhidos…espero que não haja muito deles nas outras músicas….se não tiver, já virei fã…

    enfim….vou ouvir essas outras bandas aí e depois eu comento!!! abraços!

  6. Minea Nunes disse:

    Bessa, ainda teve a Mostly Autumn se não me engano.

  7. Diego Camargo disse:

    A discussão polêmica ai eu lembrei de 2 logo de cara:

    – Threshold

    O baterista Johanne James.

    – King's X

    O vocalista baixista Doug Pinnick

  8. Diego Camargo disse:

    Não consegui sossegar, pq eu sabia que conhecia mais músicos negros, então ai vai:

    – Frank Zappa

    O guitarrista e vocalista Ike Willis tocou com o Zappa por mais de 1978 até 1993.

    – Napoli Centrale

    O saxofonista e vocalista James Senese

    – O Terço

    O baterista Luis Moreno

    – Panna Fredda

    O tecladista Lino Stopponi

    – Som Nosso De Cada Dia

    Pedrinho Batera e o baixista e vocalista Pedrão

    – Osibisa

    A BANDA TODA, eles são africanos 🙂

    A verdade é que o Rock Progressivo nasceu na Europa, de maioria branca, logo…

    E pra falar a verdade os negros são os melhores ritmistas, em qualquer canto, então a maioria se manda pra onde eles são fodas pra cacete, tocando os grooves mais invocados do soul/funk e disco. E não tem ninguém que chega nem perto deles 🙂

  9. Minea Nunes disse:

    Diego, pra contagem oficial só valem Zappa e O Terço mesmo, a gente tava querendo FAMOSAS a lot.

    Até comentamos isso da Europa e tal, mas ficamos com a cabeça doendo pra pensar em mais e também por não saber tanto da vida do povo assim. HAHAHAHA

    Obrigada pela ajuda! o/

  10. Diego Camargo disse:

    Mas muito famosas pra quem Minea? No mundo Prog com exceção do Panna Fredda todas são conhecidas 😛

  11. Minea Nunes disse:

    (praticamente abrimos um fórum aqui)

    É? Se você diz, beleza. Desconheço. De todas acima, eu ouvi alguém falar na primeira que você citou mas não conheço mesmo. E eu disse famosas a lot porque ninguém também comentou nenhuma dessas nem lembrei (normal) dos nomes das outras em nenhuma pesquisa.

    Se lembrar de mais alguma, diz aí, é mais por curiosidade mesmo. ;D

  12. Gustavo Bessa disse:

    biscoitera (Minea), O Som Nosso de Cada Dia e Frank Zappa são…."ligeiramente" conhecidas a lot… porque não é qualquer banda que a Rebe "Bobo" chama pra fazer trilha sonora de novela deles…ainda mais das 8 (ou 9 sei lá…num é importante)

    Já notaram os três caminhos que as bandas de progressivo seguem?

    Ou acabam rapidamente, ou seguem pro pop ou tentam se mantar no progressivo e conseguem graças a uma grande obra de arte que fizeram e se mantém por um certo tempo e depois os músicos seguem carreira solo

  13. Minea Nunes disse:

    "Ou acabam rapidamente, ou seguem pro pop ou tentam se mantar no progressivo e conseguem graças a uma grande obra de arte que fizeram e se mantém por um certo tempo e depois os músicos seguem carreira solo" D: sempre vai ser cruel pra alguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *