Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Progcast #36 – The Final Experiment III: O imigrante universal de Marte




Saudações Proggers!

Sejam bem vindos a mais uma edição da sua dose semanal de Rock Progressivo

Na volta a programação normal, voltamos com tudo e continuamos nosso papo sobre Ayreon. Nesta terceira parte da série The Final Experiment, conversamos sobre toda a mitologia por volta do impressionante Universal Migrator: The Dream Sequencer. Contamos como sempre com a participação de Danilo Cureza, moderador da maior comunidade sobre Ayreon no orkut. Além disso, temos promoção nova e um pedido para nossos ouvintes.

Não percam! o papo ficou tão grande que ele continuará no meio da semana com a segunda parte da história, abordando mais loucuras e teorias da conspiração sobre esse holandês maluco.

Para entender toda a história

Comentado no episódio

Lançamentos da Semana

O que tocou no episódio

  • Basicamente, o cd inteiro!
Reproduzir
Reproduzir

Comentários, sugestões, correções e contato: contato@progcast.com.br

Sigam-nos no Twitter @progcastbr

Curta a fanpage do Progcast no Facebook

ASSINE NOSSO FEED AGORA

Adicione o Progcast no seu msn! group1336447@groupsim.com

Rhamses

Palpiteiro de mídias sociais, Designer de interfaces, Podcaster e Microblogger. Apreciador de boa música, mas roqueiro acima de tudo.

10 respostas para “Progcast #36 – The Final Experiment III: O imigrante universal de Marte”

  1. Danilo "Cureza& disse:

    Otima edição…e juro que vou comprar um microfone melhor para as possiveis futuras gravações…

    Esperando as pedras aqui…hehe

    abraço aos proggers!

  2. Aoopa, mais um episódio do melhor projeto do mundo!

    Esse album sinceramente eu menosprezava, e tudo por más linguas, mas baixei ele 2 semanas atras e é muito foda. A parte 2 também. Claro, os 2 albuns chegam a ter musicas ruins, o que nao acontece no Eletric Castle, THE e 01.

    Gostei do EP, e um festival prog seria fodastico.É foda querer assistir algo e só ter ivete sangalo, sertanejo universitário, ETC.

  3. Andrew disse:

    Nenhuma das duas partes são FOODAS e tal mas há algumas ótimas músicas mesmo. Deixando todo o conceito de lado, dava pra pegar as melhores das 2 partes e fazer só uma, aí ficaria joia (Y)

    E porra Rhamses, ouvir uma vez só o The Human Equation e dizer que é ruim é sacanagem hein!

  4. Falae pessoal. Ouvi o episódio e minha opinião sobre Ayreon meio que se mantém a mesma. Gosto muito de algumas músicas, mas acho algumas músicas e os conceitos muito maçantes. O Arjen só fica nessas pirações aí de viagem no tempo, viagem espacial, tecladinhos, coral fazendo "óóóó" no fundo de quase todas as músicas, enfim. É tudo tão épico, mas tão épico, que cansa. O único CD que eu realmente gosto dele é o Human Equation mesmo, pois é justamente o que ele sai dessa temática.

    Ah, outra crítica, hahaha. Ele sabe compor músicas, arranjos e solos muito bem, mas não sabe finalizar as canções. Sério, tem MUITA música dele que está lá em cima, atingindo o clímax e de repente acaba. O exemplo mais claro disso é Dawn of a Million Souls, que possui um final absurdo e quando você acha que a música vai crescer ela de repente…. acaba? Muito triste, dá até vontade de pegar um desses programas de edição de áudio, editar o final dela e mandar para o Arjen escrito: "é assim que se termina uma música, mermão", hahaha.

    bom, fim de cornetagem! Abraço!

  5. Sim, bom são as letras iguais sobre amor da maioria das bandas né?

    A temática do Ayreon é essa. É um conceito absurdo que pega em todos os albuns( menos actual). Queria o que? Que ele mudasse no album x pra tema sobre o desflorestamento e aquecimento global?

    Bom é o Entropia né?

  6. a temática das letras foi apenas uma das coisas que critiquei na banda. Mesmo se fossem letras sobre algum tema mais sério mas nada mudasse, continuaria sacal.

    E o Entropia é dos menos preferidos do PoS pra mim, mas mesmo assim é melhor que qualquer coisa do Ayreon…

  7. Eu pensei que eu que era freak, mas depois dessa…

    Até doeu a alma aki.

  8. ahahha, não é questão de ser freak de PoS, mas sim de ver que Ayreon não é tudo isso também. Existem centenas de outras bandas de prog por aí mais legais…

  9. Ai ja é questão de opinião.

    Realmente pra que não é tão fã de musicas densas e epicas, Ayreon pode não estar dentre as preferidas.E claro que o tipo de música esta absolutamente ligado ao conceito, toda a coisa espacial, "Viajada" e tudo mais, reflete na musicalidade.Esse é o estilo do Ayreon.

    Pra quem gosta do estilo do Arjen, mas não gosta muito desse aspecto epico-espacial, existem outros projetos, como o Guilt Machine, que é bem diferente de tudo o que ele fez.

    É importante analizar que, na proposta do Ayreon, o Arjen manda muito bem.E aqueles que gostam da proposta e caem de cabeça no conceito e nas viages, Ayreon é único

    Abraços

Deixe uma resposta para Progcast #45 – The Final Experiment IV: Vai e volta no buraco negro « Progcast – Sua Dose Semanal de Rock Progressivo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *