Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Royal Hunt – “Show Me How To Live”


Um dos maiores nomes tratando-se do Prog Metal europeu da década de 90 (ou como queiram, a resposta européia ao desenvolvimento do estilo nos Estados Unidos na mesma época), o Royal Hunt tem em seu currículo pelo menos dois álbuns clássicos e essenciais: “Moving Target” e “Paradox”, responsáveis pelo reconhecimento que o grupo capitaneado por André Andersen tem na Europa e Japão até hoje.

Depois de alguns anos conturbados, o vocalista clássico D.C. Cooper concorda em voltar para a banda e é exatamente com “Show Me How To Live” que os dinamarqueses mostram que continuam vivos e capazes de lançar material no molde clássico, revigorados pela volta do frontman que os fãs sempre quiseram.

Criando a atmosfera épica do álbum (a experiência já começa pela ótima capa), sons de batalha e ritmo de marcha ditam o tom em “One More Day”, tornando ainda mais grandioso a proposta do trabalho. Interessante notar que o Royal Hunt soa muito mais como um Hard Rock sinfônico com doses extras de peso do que um Prog Metal propriamente dito, ainda mais que, analisando friamente, as músicas simples, sem complicações ou passagens instrumentais complexas e megalomaníacas (não que seja ruim). Mantendo o mesmo ritmo, a cadenciada “Another Man Down” é uma belíssima música, com um pé nos anos 90 impressionante (além do dueto com a voz feminina, bem legal), enquanto “An Empty Shell” finalmente mostra o lado completamente Metal dos dinamarqueses, novamente com as orquestrações do capitão André Andersen ditando o ritmo. Aliás, o trabalho dele é de uma grandiosidade tremenda, inclusive na mezzo-balada “Hard Rain’s Coming”, resgatando mais um pouco do sentimento noventista.

“Half Past Loneliness” traz mais Hard Rock Sinfônico, simples, direto e com o refrão mais pegajoso em um álbum aonde todas as músicas são extremamente grudentas (é um refrão “pior” que o outro). A faixa título, com dez minutos de duração é o momento mais reflexivo do disco e graças às melodias vocais e aos belíssimos arranjos orquestrais, com certeza será aquele momento épico dos shows. O trabalho fecha com “Angel’s Gone”, uma música completamente Power Metal (as letras, o instrumental, o vocal, TUDO), encerrando com chave de ouro e mantendo o clima lá em cima.

Um bom retorno de DC Cooper? Definitivamente. Mas você não deve esperar coisas muito complexas, técnicas muito apuradas ou coisas do tipo. A banda prefere apostar em composições simples, mas que pegam o ouvinte de cara, e mesmo soando mais como um Hard Rock do que Progressivo, a qualidade do trabalho é indiscutível, daqueles perfeitos para serem tocadas ao vivo.

Royal Hunt

Show Me How To Live Royal Hunt

1234

Tracklist

01. One More Day
02. Another Man Down
03. An Empty Shell
04. Hard Rain’s Coming
05. Half Past Loneliness
06. Show Me How To Live
07. Angel’s Gone

Lineup

D.C. Cooper – Vocal
Jonas Larsen – Guitarra
André Andersen – Teclados
Andreas Passmark – Baixo
Allan Sorensen – Bateria
Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Uma resposta para “Royal Hunt – “Show Me How To Live””

  1. Monteiro disse:

    Eu fiquei decepcionado com este lançamento. Quando soube do retorno do D.C. Cooper fiquei animadissimo e logo quando vazou, baixei para ouvir, na esperança de quando lançado em versão física, já estaria com lugar reservado na coleção, mas não foi o que aconteceu.

    Numa época onde a música e seus ouvintes estão cada vez mais exigentes e sedentos por novidades, lançar um álbum "pão com ovo" desse jeito é triste. Ainda mais se tratando de um retorno de uma das maiores vozes do metal mundial. Se fosse para ficar na mesma fórmula de sempre, preferia que continuassem na mesma linha do "X", que é um puta disco!

    Espero que o Silent Force retorne das cinzas e traga alguma coisa tão boa quanto foi os últimos lançamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *