Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Grayceon – “Pearl And The End Of Days”


Apesar de a Bay Area ter entrado para a história da música graças às diversas bandas de thrash metal que surgiram por lá no início da década de 80, até hoje ela pode ser considerada um centro cultural extremamente diversificado e interessante, que também viu o surgimento e ascensão de bandas como Neurosis e Sleep (para citar algumas das mais famosas). Recentemente, bandas de metal ainda mais experimentais têm surgido, e em meio a elas está o trio de São Francisco, Grayceon, com a sua inusitada formação de guitarra, bateria e violoncelo, além da combinação de vocais femininos e masculinos.

Grayceon

Na ativa desde 2005 e com três álbuns de estúdio lançados, a banda formada por Jackie Perez Gratz, Zack Farwell e Max Doyle lança em 2013 o EP Pearl And The End Of Days, via Flenser Records, e produzido por Jack Shirley.

Com apenas duas músicas e mais de 27 minutos de duração, eles extrapolam qualquer limite possivelmente imposto anteriormente em composições maduras e interessantes, extremamente bem construídas e que se desenvolvem lentamente, como uma cena de filme. Pearl abre o trabalho com o característico violoncelo fazendo a base de contraste com os riffs de guitarra violentos e esquisitos, palco perfeito para as interpretações vocais teatrais. Apesar de claramente influenciado pelo rock e metal progressivo, não há passagens de auto exibicionismo barato, mas sim uma clara evolução musical, que tornam os seus dez minutos muito menos longos do que parecem ser.

The End Of Days traz boas doses do sludge e doom metal, mais clássico e arrastado, ao mesmo tempo em que simplifica as melodias para algo de fácil digestão (claro, em suas devidas proporções), resultando em uma versão um pouco mais melancólica do som do Baroness. Carregada de passagens hipnóticas, e com o mérito de não cair na repetição enjoativa (o principal problema quando algumas bandas inventam de lançar músicas razoavelmente longas), o encerramento do EP é como o de um longa-metragem intrigante, daqueles que mesmo fora do transe emocional, você sente como se ainda estivesse preso ao que acabou de presenciar.

E isso não é exatamente desagradável. O Grayceon consegue trabalhar bem a sua música, e mesmo com apenas três instrumentos preenche todos os espaços necessários e mantém uma identidade própria única, e aparentemente em constante desenvolvimento. Apesar de ter a duração de quase um disco completo, o EP dos americanos é uma boa e recomendadíssima experiência unindo rock progressivo, sludge, doom e post metal, estilos que iniciaram em alta em 2013.

Grayceon

Pearl And The End Of Days Grayceon

1234

Tracklist

01. Pearl
02. The End Of Days

Lineup

Jackie Perez Gratz – vocal / violoncelo
Max Doyle – vocal / guitarra
Zack Farwell - bateria
Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *