Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Fair To Midland – “Arrows & Anchors”


Formada em 1998 no Texas, o Fair To Midland é uma banda que mescla Metal Alternativo com Rock Progressivo de uma forma única, agregando elementos cada vez mais inusitados em suas composições. Tamanha criatividade atraiu a atenção do até então ex-frontman do System Of A Down, Serj Tankian, que os apadrinhou e trouxe para a sua distribuidora Serjical Strike, trazendo os holofotes diretamente para o quarteto.

“Arrows & Anchors” é o quarto full length dos americanos e foi produzido por Joe Barresi, que já trabalhou com Tool, Kyuss, Coheed And Cambria, só para citar alguns, e vem recebendo críticas positívissimas pela imprensa especializada.

A introdução “Heavens To Murgatroyd” deixa a impressão que algo bem épico está por vir… Ledo engano, já que a pesadíssima “Whiskey & Ritalin” traz aquela pegada alternativa americana de um jeito bem característico do Fair To Midland, um elo perdido entre a atmosfera progressiva e a agressividade do Metal. Fugindo ainda mais do óbvio, “Musical Chairs” traz um lado mais melódico da banda, assim como “Uh-oh”, que crava os dois pés no Rock alternativo. Por outro lado, “Amarillo Sleeps On My Pillow” aposta completamente nas influências de Rock Progressivo (sopros de Jethro Tull ou impressão minha?), imediatamente um destaque no tracklist. Falando nas influências Prog, elas também aparecem bem em “A Loophole In Limbo” com a sua letra no melhor estilo “estou-completamente-dopado-de-chá-de-cogumelos-então-vou-escrever-uma-canção”, e na dobradinha “Typhoid Mary Sends Her Best” e “Short-Haired Tornado”, com um toque Folk e fortalecendo ainda mais a sensação que ao ouvir este disco estamos lendo um livro infantil, daqueles cheios de personagens sem sentido.

O interlúdio “The Upset At Bailey Bridge” meio que divide o álbum para o início quase “System Of A Down” da segunda parte com a ótima “Rikki Tikki Tavi” e novamente a ótima mescla de Prog com alternativo em “Golden Parachutes” (ritmo quase flutuante) e “Bright Bulbs & Sharp Tools” (uma veia Pop latente e bem encaixada). E explodindo mais algumas cabeças, o que é essa “Coppertank Island”? Pode confundir aqueles que não sabem que o Fair To Midland tem como proposta explorar as mais diversas influências, incluindo essa pegada quase MeloDeath/Pop/Techno/Gothic que ouvimos aqui. A instrumental “Three Foolproof Ways To Buy The Farm” (?) faz a ponte para “The Greener Grass”, uma verdadeira viagem árcade/progressiva, lenta e belíssima que hipnotizam o ouvinte ao longo de seus mais de 10 minutos.

Quem já conhece o trabalho desses americanos talvez não se impressione tanto com a miscelânea de estilos e influências que eles apresentam aqui. Desde o seu álbum anterior, o cuidado na produção parece cada vez mais profundo, o que vem valorizando em
muito a proposta ácida e viajante de suas músicas. Apesar do lado mais moderno e alternativo, “Arrows And Anchors” é um álbum indicadíssimo para aqueles que não vêm problemas em unir o Rock Progressivo clássico com os estilos atuais. E isso é algo que o Fair To Midland faz com maestria.

Fair To Midland

Arrows & Anchors Fair To Midland

12345

Tracklist

01. Heavens To Murgatroyd
02. Whiskey And Ritalin
03. Musical Chairs
04. Uh-Oh
05. Amarillo Sleeps On My Pillow
06. A Loophole In Limbo
07. Typhoid Mary Sends Her Best
08. Short-Haired Tornado
09. The Upset At Bailey Bridge
10. Rikki Tikki Tavi
11. Golden Parachutes
12. Bright Bulbs & Sharp Tools
13. Coppertank Island
14. Three Foolproof Ways To Buy The Farm
15. The Greener Grass

Lineup

Darroh Sudderth – Vocal / Banjo
Cliff Campbell – Guitarra
Jon Dicken – Baixo
Matt Langley – Teclados
Brett Stowers – Bateria
Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *