Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Archangelica – “Like A Drug”


Exageradamente classificado como o Anathema polonês, o Archangelica é um sexteto formado em 2004, e ao longo dos anos foi desenvolvendo o seu próprio estilo, calcado em sons atmosféricos, melancólicos e ainda sem um direcionamento único. O disco de estreia Like A Drug vem depois de dois EPs, Archangelica e Where Are You Now?, lançado em 2013 pela gravadora do seu país, Lynx Music.

Archangelica

A introdução Into Unknown se encaixa de forma bem satisfatória no que se trata de trazer o ouvinte para toda a atmosfera que será criada ao longo do álbum, com dedilhados e sons ambientais aliados a voz serena de Natalia Matuszek, que servem de base para Like A Drug, cadenciada e de comedido peso, traz uma interessante melodia, mas peca um pouco quando o vocalista Krzysiek Salapa arrisca em notas mais altas. Ok, talvez não demore tanto para se acostumar ao timbre do sujeito e ele não é um vocalista ruim, mas por diversos momentos soa um tanto quanto deslocado em relação ao instrumental, que atrapalham o ótimo instrumental da faixa Confession.

Night Passage, por outro lado, apostando em estruturas e melodias mais simples e contidas, as camadas de vozes acertam em cheio e chegam a lembrar (bem de longe) a fase transicional do Anathema, entre a metade da década de 90 e o início dos anos 2000. A balada com forte acento pop Midnight Train também é um bom momento do álbum, assim como o forte flerte com gothic rock/metal em Cathedral, de longe o maior destaque em Like A Drug.

E o nível do álbum dá uma quebrada relativamente forte com a dispensável e excessivamente longa The Journey, que exala ideias genéricas e parece ter sido colocada apenas para tapar algum buraco inexistente no disco. Porém, Let Me Stay With The Trees puxa a banda para cima novamente graças à forte influencia da música dos irmãos Cavanagh, que permanece até o seu encerramento com When All Is Gone, mais uma vez com um eficiente instrumental.

Há a influência de rock progressivo no som do Archangelica, sem dúvida, e eles ainda são uma banda relativamente inexperiente, e talvez exatamente por isso exista uma certa aura de desencontro musical em Like A Drug. Passagens que em alguns momentos não parecem atingir o seu ápice, melodias que poderiam ser um pouco mais trabalhadas, e produção mais cuidadosa são alguns dos fatores no qual o sexteto ainda precisa trabalhar, para aí sim buscar a construção da identidade musical própria. Por ora, vê-se que algumas boas ideias, uma gama interessante de influências pode ser notada, mas a sina de ainda soar como uma banda um tanto quanto amadora atrapalha um pouco.

Sim, há potencial, e eles ainda podem melhorar muito.

Archangelica

Like A Drug Archangelica

12

Tracklist

01. Into Unknown
02. Like A Drug
03. Confession
04. Night Passage
05. Midnight Train
06. Cathedral
07. The Journey
08. Let Me Stay With The Trees
09. When All Is Gone

Lineup

Maciej Engel – guitarra / teclado
Arek Gawdzik – guitarra
Jakub Kolada – baixo
Krzysiek Salapa – vocal
Piotr Brzezicki – bateria
Natalia Matuszek – vocal
Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *