Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

Alcest – “Les Voyages De L’Âme”


O Alcest é uma banda de difícil classificação, uns dizem ser um Black Metal atmosférico, outros o classificam como Shoegaze, Post-Metal. Eu apenas digo que o Alcest toca a música pesada mais bela de todas. É uma banda de um homem só, o francês Neige, que abandonou o Black Metal para compor maravilhas lisérgicas.

Alcest - Les Voyages De L'Ame -

“Les Voyages De L’Âme” (As Viagens da Alma) chega positivamente logo no início do ano. “Autre Temps”, single liberado anteriormente, abre o álbum de forma intuitiva, para conquistar o ouvinte de primeira, uma faixa simples, sem poucas inovações, apenas com o que o Alcest já estava acostumado a fazer. Sem perder o rumo mas já diferenciando “Là Où Naissent Les Couleurs Nouvelles” trás uma explosão do talento de Neige, que nos proporciona um Post-Progressive Metal dos mais viajantes, o clímax é tão forte que a chegada dos guturais da música parecem soar extremamente doces. Uma pegada muito precisa nos guia até o fim desta fantástica música.

A faixa-título é outro destaque, num riff bem melancólico partimos para uma caminhada numa floresta obscura e então o clima extremo do post-rock toma conta. Esse é o segredo dessa composição, alternância entre momentos calmos com passagens turbulentas, um prato cheio para pessoas desavisadas. A faixa do inverno é “Nous Sommes L’Emeraude”, sentir um leve friozinho ao ouvi-la é normal e relaxante!

“Beings Of Light” gera controvérsia. Com um início à lá Sigur Rós, partimos para um Black Metal rápido e atmosférico. A neblina pode ser sentida no ar. Cada vez mais e mais… O auge da composição está em “Faiseurs De Mondes”, um início logo com um gutural rasgado from hell, o que esperar? Nunca é o que você imagina, viradas absurdas, dedilhados precisos e o momento de sua alma saltar para fora mais especificamente depois dos 6 minutos.

“Havens” dá o merecido descanso para a finalização com “Summer’s Glory”, uma faixa mais tranquila diante das outras, diria até meio alternativa, mas com o princípio de encerramento necessário.

Uma força enorme logo no começo de 2012. Este álbum assim como todos os outros do Alcest são aqueles que você dá play e logo se sente dentro da música. Mais do que recomendado para dias cinzas ou madrugadas longas.

Les Voyages De L’Âme Alcest

12345

Tracklist

1. Autre temps
2. Là Où Naissent Les Couleurs Nouvelles
3. Les Voyages De L'Âme
4. Nous Sommes L'Emeraude
5. Beings Of Light
6. Faiseurs De Mondes
7. Havens
8. Summer's Glory

Lineup

Neige - Vocal / Guitarra / Baixo / Teclado
Winterhalter - Bateria
Andrew Rosario

3 respostas para “Alcest – “Les Voyages De L’Âme””

  1. Minea Nunes disse:

    Que CD lindo!

    Valeu pela dica, Andrew! o/

  2. Eron G. M. disse:

    Me venderam Alcest por "post-metal", então pra mim é! Puta banda com letras fantásticas! Correrei para ouvir esse novo album.

  3. Luccas Camelo disse:

    Muito boa a resenha, adoro esse som ;))

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *