Progcast - Sua Dose Semanal de Rock Progressivo

A Saucerful Of Secrets II


Depois de corrigido o nome do post anterior, vamos lá! XD

1970 – Atom Heart Mother

A essa altura do campeonato, o Pink Floyd estava sendo fortemente associado ao Space Rock. Um pouco revoltados com essa situação, os caras chamaram novamente o nosso amigo Stom Thorgerson e disseram que queriam uma imagem para o novo álbum que fosse na contramão de tudo aquilo que estivessem associando à banda. Então, nada mais oposto do espaço do que uma zona rural, certo? O sujeito simplesmente saiu andando de carro pelo interior e começou a fotografar vacas pelas fazendas (a da capa, aliás, tem até nome: Lulubelle III). Nem precisamos dizer que a capa do disco é uma das mais clássicas até hoje e um ícone do Rock Progressivo (além de ser o tema da primeira camiseta do Progcast!)

 

1971 – Meddle

Escolham: uma orelha embaixo da água, recebendo ondas ou um close na bunda de um babuíno. Por sorte, a banda tinha uma boa idéia do que queria para a capa deste disco (apesar de eu, particularmente, não ter entendido a relação com o nome – “Meddle” é um trocadilho entre medalha e interferência – ?) e bateram o pé que a orelha mergulhada deveria estar presente. Aparentemente o pessoal da Hipgnosis não gostou muito dessa história e nem do resultado, tanto que até hoje dizem ser a capa “menos favorita” do Pink Floyd pra eles, e que ela não faz jus ao conteúdo. Agora… convenhamos… o rabo de um babuíno se encaixaria melhor, meus amigos??

 

1972 – Obscured By Clouds

Depois do relativo sucesso de “More”, a banda decide interromper a gravação do que seria o seu próximo álbum para fazer mais uma soudtrack para o diretor Barbet Schroeder, desta vez para o filme “La Vallée”. As músicas foram basicamente gravadas em menos de 2 semanas, algo realmente impressionante e que demonstra o frenesí criativo deles na época. A Hipgnosis, pelo jeito não estava lá muito contente, e só o título do álbum poderia ter rendido coisas bem interessantes. porém, a capa nada mais é do que uma foto desfocada de um malandro em cima de uma árvore… que broxante!

 

1973 – The Dark Side Of The Moon

Ok, precisamos falar alguma coisa sobre essa? Na verdade, ela também diz que não precisa…

 

Até breve!

Rroio

Viking oriental colecionador de discos, músico frustrado e um eterno incansável explorador dos mais obscuros confins do mundo da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *